Ads 468x60px

segunda-feira, março 26, 2012

Qual profissão seguir: Ciências Exatas


O mercado de trabalho

As oportunidades de emprego para os profissionais da área de Tecnologia da Informação estão muito boas. Segundo levantamento feito pela Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), em 2008 o setor teve um déficit de 100 mil trabalhadores. Uma parte dessa carência ainda não foi suprida. Daí o bom momento do mercado que os bacharéis encontram. Apesar disso, as melhores chances ocorrem por meio de estágio. "Empresas de desenvolvimento de soft wares, como Accenture e CPM Braxis, oferecem programas de estágio aos formandos e depois os efetivam; é uma forma de garantir e reter o bom profissional", afirma o professor Flavio Tonidandel, coordenador do curso de Ciência da Computação, do Centro Universitário da FEI, em São Bernardo do Campo (SP). Esses bacharéis são contratados para atuar no desenvolvimento de aplicativos para web, de softwares e jogos, entre outros. O Sudeste concentra a maior parte das empresas de Tecnologia da Informação, por isso as melhores oportunidades de emprego estão nessa região. 

O curso

O curso exige facilidade para raciocínios abstratos e para envolvimento com verdadeiras maratonas de cálculos. As disciplinas básicas incluem matemática, física, eletricidade, eletrônica, fundamentos da computação e linguagens formais. Fique preparado para o envolvimento também com atividades que buscam o aprimoramento da capacidade de expressão e do relacionamento humano. Entre as matérias optativas estão princípios de interação homem-computador e informação, comunicação e a sociedade do conhecimento. Para que o estudante possa gerenciar o próprio negócio, a maioria dos cursos inclui no currículo disciplinas de administração e empreendedorismo. Na conclusão exige-se uma monografia. 

Salário inicial: R$ 1.105,00 (analista de sistemas; fonte: Sindicato das Empresas de Processamento de Dados do Rio de Janeiro).

Duração média: quatro anos. 


Um comentário: